Qual filtro utilizar?

Quando estamos projetando um aquário, independente do porte, uma das primeiras perguntas que surgem é: “Qual tipo de filtragem devo usar ?”.

Essa pergunta, para os mais experientes é simples, mas, para os mais novatos é uma dor de cabeça enorme, devido à diferença de valores, dimensões, funcionamento etc entre eles.
Hoje em dia, o mercado de aquários é enorme, temos diversos tipos de filtros e mídias filtrantes, vamos à algumas:

  • Hang On

hangON

  • Sump ou Dry Wet

sump

  • Canister

unimax_500_plus_eu_b2

 

  • Filtros Internos

filtro_interno

Mas como funciona cada um? e em qual cenário devo utilizá-los?
Vamos montar 4 cenários: Aquário Plantado, Ciclídios Africanos, Comunitários e Peixes Primitivos ou de Grande Porte.

Antes de iniciarmos os cenários, quero ressaltar que a diferença entre SUMP e dry wet é que o SUMP fica embaixo do aquário, o Dry Wet é colado ou encostado nas costas do aquário. O que muda? Basicamente: vasão da bomba, manutenção do filtro e mídias, espaço maior na largura do móvel ou algo do tipo e mais alguns itens.

Os plantados são os mais exigentes, devido à matriz PH x Temperatura x Índices de Nitrato/Amônia x CO2 x Iluminação e claro a própria filtragem;
Com essa matriz, conseguimos determinar o filtro ideal, um aquário plantado não pode perder taxa de injeção de CO2, com isso a circulação de água entre o filtro e o aquário deve ser o mais compacto possível, ou seja, a água deve sair e entrar no aquário sem muito contato com partes externas, para evitar a fuga do CO2.
Sabemos que o canister cumpre bem este papel, ele possui duas mangueiras e uma central de filtragem selada, além de ter mídias filtrantes ideais para este cenário. Mas, o canister é um dos mecanismos filtrantes mais caros do mercado, passando de R$ 2.000,00 dependendo do tamanho do aquário e da autonomia de filtragem. Pra quem tem um aquário de até 100 litros nominais, um canister ideal fica em tornos de R$ 600,00, o que já fica mais acessível e se equipara com os demais filtros.

Deixa essa “estória” de plantados pra lá! Meu negócio mesmo sãos os ciclídeos africanos.
No caso do aquário de ciclídeos africanos já é mais tranquilo, a exigência na matriz é menos rigorosa: PH x Temperatura x Nitrato/Amônia, lógico que a atenção não pode ser menor.
A filtragem neste caso, deve ser levado em consideração pelo tamanho do aquário. Ou seja, se for um aquário muito grande (>500L) não compensa comprar um canister ou encher o mesmo de Hang On, um SUMP seria ideal. De repente, um sump com 20% (100L) da litragem nominal do aquário é ideal para este cenário, lembrando que um SUMP não é nada sem uma boa bomba para devolver a água filtrada. Vale lembrar também, que uma filtragem ideal é, no mínimo 3x(três vezes) a quantidade nominal, para um aquário de 500L, por exemplo, a bomba deve devolver no mínimo 1.500L/h.
Para ambientes menores, um filtro interno, Hang On ou Canister resolvem tranquilamente.

E nos comunitários, como fica?
Este ambiente é o mais complicado dos demais, por quê? É muito normal, as pessoas que estão iniciando, colocarem diversas espécies (PH, Temperatura etc) incompatíveis nas primeiras montagens. E neste caso, os filtros são fundamentais. Eu sinceramente acho que FishKeepers de fato não montam comunitários, e caso façam isso, com certeza, a compatibilidade é maior.
Então, no caso dos mais novatos, aconselho começar com aquários menores, com filtros hang on, espécies menores e com faixas de PH, por exemplo, começando com espécies mais tranquilas (barbus, paulistinha, lips, sumatras etc) com uma faixa de PH/temperatura tranquila de manter, com uma filtragem basicamente com mídias de perlon, carvão ativado até decidir e se aprofundar mais num determinado cenário. Não comece com filtros específicos como canister, porque de repente no futuro não será o filtro ideal.

Peixes Primitivos ou Jumbos (Aquário ou Tanques Externos)
Neste caso, se prepare para o investimento (não só dos filtros). Essas espécies geralmente ficam enormes, uma aruanã por exemplo, chega facilmente à 1m (1 Metro), e exigem aquários ou tanques bem generosos, além do que, essas espécies em sua maioria são territorialistas, geralmente nadam muito rapidamente e fazem muita, mas, muita sujeira.
Filtragem ideal? Com certeza o SUMP, muitas mídias filtrantes, se for em tanque, use filtro UV para erradicar filamentos de alga, para auxiliar, belos cascudos para ajudar na limpeza.

Espero ter ajudado neste pequeno resumo de filtragem.

As TAGS serão, respectivamente, representadas por uma espécie de cada cenário (Plantado, Ciclídeos Africanos, Comunitários e Jumbos/Primitivos)

TAGS:

Acará Disco, O Majestoso das águas doce.

fotos-do-acara-disco

Jack Dempsey, um dos mais belos dos ciclídeos africanos

NYX

Kinguios, um dos primeiros a popularem os comunitários

kinguio-cursos-cpt

Aruanã, pode chegar à 1,20m

aruana

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *